Como sei se tenho disfunção erétil?

Poucos homens querem falar sobre sua incapacidade de obter ou manter uma ereção, no entanto, a disfunção erétil pode ter um impacto profundo sobre relacionamentos e auto-estima. Felizmente, problemas no quarto não significa necessariamente que você esteja lidando com a disfunção erétil. A maioria dos homens terá problemas com uma ereção em algum momento de sua história sexual. Mas um dia ruim no quarto não significa grandes problemas de saúde sexual. Então, como você pode saber se está lidando com a disfunção erétil?

Sinais de disfunção erétil
Sua capacidade de se excitar é um processo complicado. Suas emoções, cérebro, hormônios, nervos, vasos sangüíneos e músculos desempenham um papel importante na excitação masculina. Quando qualquer uma dessas peças não estiver alinhada, pode causar algum tipo de disfunção.

Também é importante lembrar que a sua saúde mental desempenha tanto uma parte da sua capacidade sexual quanto a sua saúde física. Estresse e outros problemas de saúde mental podem causar ou piorar a disfunção erétil. Pequenos problemas de saúde podem retardar sua resposta sexual, mas a ansiedade que acompanha a resposta sexual lenta pode acabar com as coisas completamente.

Problemas sexuais ocasionais ou intermitentes não indicam necessariamente disfunção erétil. Mas você pode estar lidando com a disfunção erétil quando os seguintes sintomas são persistentes:

Desejo reduzido por sexo
Incapacidade de manter uma ereção
Incapacidade de obter uma ereção
Quem está em risco de disfunção erétil?
Você pode estar em maior risco de disfunção erétil se você:

Estão ficando mais velhos
Ter uma condição psicológica como ansiedade, depressão ou estresse
Sofre de condições médicas, como uma doença cardíaca ou diabetes
Use tabaco
Use drogas e álcool
Estão acima do peso
Estão passando por tratamento médico, como tratamento com radiação para câncer
Está tomando medicamentos como anti-histamínicos, medicamentos para pressão alta ou antidepressivos
Ter uma lesão que possa danificar os nervos ou artérias que contribuem para as ereções
Posso prevenir a disfunção erétil?
Embora possa não ser possível evitar sempre a disfunção eréctil, cuidar de si pode ajudá-lo a evitar problemas persistentes. Em geral, quanto mais saudável você é, menor a probabilidade de ter disfunção erétil. Fazer o seguinte pode ajudar:

Reduza seu estresse
Gerencie condições de saúde como diabetes e doenças cardíacas com a ajuda de seu médico
Gerencie sua saúde mental
Exercício consistentemente
Pare de fumar, não use drogas recreativas e limite o consumo de álcool
Tratar a disfunção erétil
Não há tratamento único para disfunção erétil. Suas causas variam, o que significa que você pode precisar desenvolver uma abordagem multifacetada para o seu plano de tratamento. Trabalhe com o seu médico para obter o melhor tratamento para você. Possíveis tratamentos incluem:

Modificações de estilo de vida. Perca peso, faça exercícios regularmente, administre suas condições médicas, pare de fumar e evite álcool e drogas ilícitas.
Aconselhamento. Procure tratamento para ansiedade, depressão e outras preocupações com a saúde mental. Se você está tendo dificuldades de relacionamento, considere o aconselhamento de casais.
Prescrição de medicamentos Se necessário, seu médico pode prescrever medicamentos orais, como Viagra, Cialis, Levitra e Stendra (pergunte ao seu farmacêutico se há um genérico disponível, pois ele custará muito menos). Discuta quaisquer preocupações ou condições de saúde que tenha com o seu médico antes de tomar medicamentos para a disfunção erétil.

Leia também: Estimulante sexual masculino qual é o melhor
Outros medicamentos , como uma auto-injeção de Alprostadil, supositório de urina de Alprostadil ou reposição de testosterona, também podem ser receitados pelo seu médico.
Tratamentos físicos como uma bomba peniana ou implantes penianos não requerem medicação. No entanto, os implantes penianos geralmente não são considerados até que outros tratamentos mais conservadores tenham falhado.
Se você sofre de disfunção erétil, há ajuda. Discuta seus sintomas e preocupações com seu médico para ajudar a descobrir a causa de sua disfunção erétil. Em seguida, trabalhe em direção a opções de tratamento que farão você se sentir de volta ao seu antigo eu novamente.

8 maneiras de proteger naturalmente sua ereção

Embora a maioria das pessoas associe a disfunção erétil (DE) com a idade, sua capacidade de desenvolver e manter uma ereção é determinada por uma ampla gama de fatores.

Estes incluem sua dieta, seu peso e percentual de gordura corporal, sua pressão arterial, os níveis de hormônios sexuais masculinos e até mesmo os níveis de estresse que você sente em seu trabalho, vida pessoal e estilo de vida em geral.

Felizmente, a maioria desses fatores está completamente sob seu controle, permitindo que você tome medidas para proteger sua ereção e evitar a disfunção erétil sem necessariamente ter que usar medicação.

Abaixo, listamos oito maneiras para você melhorar naturalmente suas ereções, evitar disfunção erétil e aproveitar uma vida sexual mais livre de estresse. Todos são fáceis de implementar e se alinham bem com um estilo de vida saudável, fazendo com que valha a pena priorizar antes de tentar a medicação ED.

Mantenha seu peso corporal na faixa saudável
Estar acima do peso ou obeso pode afetar negativamente sua capacidade de desenvolver e manter uma ereção normal durante o sexo. Isso ocorre porque a obesidade está intimamente correlacionada com sérios problemas de saúde, como diabetes, que podem danificar os nervos ao redor do pênis e prevenir as ereções.

A disfunção erétil causada pela diabetes é particularmente preocupante, pois os tratamentos comuns para disfunção erétil, como o Viagra e o Cialis, muitas vezes não são totalmente eficazes. De fato, um estudo de 1999 mostra que apenas 56% dos homens com disfunção erétil induzida por diabetes tiveram melhorias com o Viagra.

A melhor solução é prestar atenção ao seu peso e tentar manter o nível saudável para o seu tipo de corpo. Como um peso corporal saudável também é importante para a saúde geral, manter seu peso corporal é algo que vale a pena, mesmo que você não sofra de disfunção erétil.

Fique em cima da sua pressão arterial
A hipertensão arterial está intimamente ligada à disfunção erétil, possivelmente por causa dos efeitos negativos que ela pode ter sobre a saúde de seus vasos sanguíneos.

Embora não haja necessidade de ficar obcecado com a pressão arterial, é importante que seja verificado a cada poucos meses. Se a sua pressão arterial está fora do intervalo normal, você deve considerar conversar com seu médico sobre as opções de tratamento.

A pressão sanguínea moderadamente alta (como a pressão arterial na faixa de ‘pré-hipertensão’) pode ser diminuída com algumas pequenas mudanças na sua dieta e estilo de vida. Existem também numerosos medicamentos que podem reduzir sua pressão arterial e melhorar sua saúde arterial.

Comer uma dieta rica em frutas, legumes e alimentos nutritivos
As ereções dependem de um fluxo sangüíneo forte e confiável. Por causa disso, os mesmos alimentos que podem entupir suas artérias e danificar seu coração também podem ter um impacto negativo na qualidade de suas ereções.

De fato, há uma correlação tão próxima entre a disfunção erétil e a saúde do coração que a DE é comumente vista pelos profissionais médicos como um sinal potencial de doença cardíaca.

Na maior parte, os mesmos alimentos que causam doenças cardíacas também podem contribuir para problemas com ereções. Refeições gordurosas, açucaradas e altamente calóricas, como hambúrgueres, pizza e frango frito, devem ser evitadas ou consumidas com moderação se você estiver preocupado com a disfunção erétil.

Também é importante comer alimentos saudáveis ​​e nutritivos. Um estudo de 2010 mostra que a dieta mediterrânea, que é rica em grãos integrais, peixe, frutas, nozes e vegetais, mas pobre em carne vermelha está ligada a uma menor taxa de incidência de disfunção erétil em homens.

Adicione exercícios aeróbicos à sua rotina diária
O exercício aeróbico, como correr, pedalar, remar ou praticar a maioria dos esportes, melhora a saúde do seu coração e pode reduzir os efeitos da disfunção erétil.

Um artigo de 2011 no Ethiopian Journal of Health Science curou evidências de cinco estudos sobre exercícios aeróbicos e ED. Os autores descobriram que os estudos mostraram uma melhoria clara nos sintomas da disfunção erétil à medida que os homens se exercitavam, particularmente a longo prazo.

O artigo concluiu que o treinamento aeróbico ‘pode ​​tratar com sucesso a disfunção erétil em pacientes selecionados com disfunção erétil arteriogênica’ – uma forma de disfunção erétil causada por suprimento de sangue arterial pobre.

Felizmente, não há necessidade de gastar horas do seu dia fazendo exercícios para reduzir o risco de desenvolver disfunção erétil. Para a maioria dos homens, uma sessão de 15 a 60 minutos de exercício cardiovascular de intensidade moderada (por exemplo, correr ou caminhar em um declive) é suficiente para melhorar a saúde do seu coração.

Leia também: Remédio para impotência

Verifique se há testosterona abaixo do normal
Baixos níveis de testosterona podem causar disfunção erétil. Isso ocorre porque a testosterona é um dos principais hormônios envolvidos na regulação do impulso sexual masculino. Menos testosterona geralmente significa menor interesse por sexo, bem como ereções mais fracas e menos consistentes.

Os níveis de testosterona flutuam naturalmente com base em uma variedade de fatores, desde sua dieta e nível de atividade até seus hábitos de sono. Eles também diminuem com a idade, com alguns estudos mostrando uma redução progressiva nos níveis séricos de testosterona à medida que os homens envelhecem.

Outros sintomas de baixa testosterona incluem letargia, falta de impulso mental, perda de massa muscular, ganho de gordura ao redor do abdômen e uma falta geral de interesse em atividades sexuais.

Como evitar a disfunção erétil

Eu considero, como médico, que devemos tentar evitar a disfunção erétil prevenindo-a. Abaixo detalhe uma série de dicas em que mudanças no estilo de vida são essenciais para melhorar ou preservar a capacidade de ereção.

A alimentação. Dietas que são prejudiciais ao coração também são para ereções. Pesquisas mostraram que os mesmos padrões alimentares responsáveis ​​por infartos do miocárdio causados ​​por má circulação nas artérias coronárias também são responsáveis ​​pelo sangue não atingir o pênis adequadamente. Dietas que incluem poucas frutas e vegetais, dietas gordurosas, frituras e alimentos processados ​​podem ajudar a reduzir a circulação sanguínea por todo o corpo. A ereção é um processo principalmente vascular e qualquer alteração no suprimento de sangue para os corpos cavernosos do pênis produzirá uma ereção mais fraca.

A disfunção erétil é muito menos frequente em pacientes que tradicionalmente seguem a dieta mediterrânea (frutas, vegetais, gorduras saudáveis, como nozes, azeite de oliva, peixe ou vinho, particularmente vermelho).

Mantenha um peso saudável Excesso de peso ou obesidade causam muitos problemas de saúde, incluindo diabetes tipo 2 ou adulto. Esta doença pode eventualmente causar um envolvimento dos vasos do pénis e danos neurológicos.

Evite o consumo excessivo de álcool. Bebedores crônicos de álcool podem acabar com o envolvimento do fígado, danos neurológicos e outras alterações, como níveis mais baixos de testosterona, que juntos afetam a potência sexual.

Leia também: Viagra Natural

Controle sua pressão arterial e colesterol; ambos podem danificar os vasos sanguíneos e também os do pênis, que são particularmente finos e pequenos. Monitore esses parâmetros. A disfunção erétil é considerada um preditor de risco cardiovascular, mesmo com vários anos de antecedência. Alguns medicamentos para a hipertensão também podem causar problemas de ereção, mas é mais importante tratar adequadamente a sua pressão arterial. O cardiologista poderá avaliar a mudança de tratamento se considerar apropriado.

Exercício regular Existe uma relação entre um estilo de vida sedentário com disfunção erétil. Corrida, natação e outros exercícios aeróbicos foram mostrados para evitá-lo.

Controle de testosterona Mesmo em homens saudáveis, os níveis de testosterona caem 1% ao ano a partir dos 40-45 anos. Sintomas como baixo desejo sexual, diminuição da vitalidade ou diminuição da resistência física podem sugerir deficiência de testosterona.

Deixe o tabaco. O tabaco fere as artérias do corpo, em particular as pequenas artérias do pênis, que produzem menos suprimento de sangue e facilitam a disfunção erétil.

A literatura é abundante sobre a menopausa, mas muito pouco existe sobre as mudanças experimentadas por homens com mais de 50 anos. E ainda, mudanças, existem! Quase todas as esferas de sua vida são afetadas, algumas mais que outras. Então, o que está acontecendo no corpo, na cabeça, no nível da resposta sexual? Ter 50 anos é um privilégio!

As mudanças fisiológicas associadas ao envelhecimento são universais, mas cada uma delas vive à sua maneira – de uma maneira muito individual e diferente. Algumas pessoas vivem essa passagem colocando muitas coisas em questão (seu modo de vida, seu relacionamento, seu trabalho …) e se sentem incomodadas com tudo isso, enquanto outras passam por esse período com mais tranquilidade. Muitos fatores realmente influenciam o estado de ser e as reações associadas a essas mudanças físicas e hormonais.

Primeiro de tudo, é importante fazer um balanço do que está acontecendo no corpo do homem à medida que ele envelhece. Podemos falar de andropausa? Para alguns sim e isso corresponde à diminuição gradual da testosterona no sangue. Mas para outros médicos, o termo “andropausa” não é necessariamente apropriado. Estamos falando de deficiência de testosterona relacionada à idade (ALD) porque, ao contrário da menopausa, andropausa não afeta todos os homens da mesma maneira e com a mesma idade. Alguns homens mantêm altos níveis de testosterona até a idade avançada.

Certamente, é chamada andropausa, menopausa masculina ou DALA, as mudanças desse período da vida se refletem em vários níveis: psicológico, emocional, relacional, espiritual.

QUAIS SÃO OS PRINCIPAIS EFEITOS DO ENVELHECIMENTO (ANDROPAUSA) OBSERVADOS EM HOMENS COM MAIS DE 50 ANOS?

1. Os sintomas fisiológicos mais comuns:

  • cura mais lenta após lesão ou doença
  • menos resistência ao esforço físico
  • ganho de peso e perda de visão
  • ausências e perda de memória, especialmente a curto prazo
  • acinzentado e / ou calvície
  • precisa de mais micção

2. Os sintomas psicológicos mais comuns:

  • irritabilidade, indecisão, ansiedade e medos
  • depressão e abstinência
  • perda de espírito e autoconfiança
  • perda de razão para viver e orientação na vida
  • sentimento de solidão, falta de charme, não ser amado
  • ausências e dificuldades de concentração
  • preocupações causadas por pais idosos
  • preocupações profissionais
  • nostalgia por todas as “oportunidades” perdidas do passado
  • obsessão com um iminente face a face com a morte

3. Os sintomas sexuais mais comuns:

  • diminuição do interesse pela sexualidade e pelo parceiro habitual
  • Temores crescentes sobre mudanças sexuais
  • fantasias mais frequentes de sexo com outros parceiros, de preferência mais jovens
  • Aumento dos problemas do casal e disputas sobre sexo, amor e intimidade
  • ausência ou perda de ereção durante o sexo
  • aumento ou desaparecimento da masturbação
  • medo de não estar à altura do desafio, não mais satisfazendo seu parceiro

Na próxima semana, vamos ver quais são os principais impactos do envelhecimento na sexualidade e considerar formas de contornar algumas dessas questões.

Leia sobre o estimulante sexual masculino chamado Tauron.

E sempre que fazemos um artigo desse assunto é sempre importante lembrar que a pessoa que melhor pode te ajudar nos problemas sexuais é sempre um médico de confiança que realmente vai pode te dar as melhores alternativas para acabar com o problema de uma vez por todas.

 

Um estilo de vida saudável dedicado à atividade física é, sem sombra de dúvida, ideal para manter um excelente estado de saúde. De fato, praticar esportes permite reduzir os depósitos de gordura, melhora a circulação e combate o colesterol, alivia o estresse e fortalece o sistema imunológico. Nem todos, no entanto, conhecem uma qualidade de treinamento certamente interessante: o óbvio aumento no desempenho durante o sexo . Quais são, consequentemente, os esportes que mais influenciam na intimidade?

 

Há muitos esportes que podem ser úteis para tornar a vida no quarto mais satisfatória, capaz de atuar em diferentes frentes para um resultado incrível. Algumas atividades físicas, por exemplo, aumentam a elasticidade, outras aumentam a resistência, outras a produção de hormônios. Aqui estão algumas dicas.

O primeiro aspecto sobre o qual agir para melhorar a vida sexual é, como é fácil perceber, o da elasticidade do corpo. Quanto mais o corpo é treinado e dissolvido, maior a chance de experimentar novas posições e jogos de casal, tornando o encontro íntimo sempre novo e nunca entediado.

Pilates é uma das disciplinas mais adequadas, uma vez que aumenta significativamente a flexibilidade do corpo. Além disso, atua diretamente nos músculos do abdômen e da pelve, garantindo não apenas maior resistência, mas também um controle mais lucrativo durante a atividade sexual. Por último, mas não menos importante, atuando diretamente na respiração, amplifica o fluxo de sangue e oxigênio para os tecidos, fator fundamental para garantir uma boa sensibilidade das mucosas no nível genital, além de promover a manutenção da ereção nos homens .

Até mesmo o yoga oferece resultados muito parecidos, considerados vistos com os enormes pontos de encontro do pilates. Yoga, no entanto, atua não apenas em termos de elasticidade e respiração, mas também no nível psicológico: estimulando a meditação e auto-consciência, permite remover todos esses fenômenos devido à baixa auto-estima e medos, reduzindo significativamente a ansiedade do desempenho . Esse efeito psicológico também se manifesta em encontros mais duradouros, não apenas graças a um maior controle físico, mas também canalizando energias e desejos para a satisfação de todo o casal.

Conheça o produto chamado Max Gel que esta ajudando muitos homens.

O desempenho sexual pode muitas vezes ser influenciado, de uma forma completamente negativa, pela falta de resistência dos parceiros dentro do casal. Por mais agradável que seja, o sexo é uma atividade que requer uma certa quantidade de esforço: além de queimar calorias com rapidez suficiente, pode envolver a maioria dos músculos das costas, abdômen e pernas, gerando cansaço. Menos corpo será treinado, consequentemente, menores são as chances de garantir um encontro íntimo ao longo do tempo.

Entre os esportes que mais estimulam a resistência, a natação é certamente a mais adequada. Além de ser um dos treinos mais completos, pois envolve os principais músculos de todo o corpo, fortalece o corpo rapidamente, estimulando a superação de seus limites e esforços cada vez maiores. Além disso, é excelente na regulação da respiração , também essencial no quarto, bem como na oxigenação tecidual. Nem um pouco, a natação e todas as atividades aeróbicas são preventivas de algumas disfunções sexuais: atuando diretamente no sistema circulatório, esses esportes podem reduzir o risco de déficits eréteis .

Se a água não for o elemento ideal, resultados semelhantes também podem ser obtidos dedicando-se a esportes coletivos , como rúgbi, futebol ou vôlei. Essas disciplinas atuam tanto no fortalecimento do corpo, estimulando dependendo do tipo de pernas e músculos abdominais, quanto na resistência no sentido estrito: isto é porque elas são contínuas e estendidas no tempo, basta pensar na duração de uma partida de futebol normal.

Neste artigo, tentamos esclarecer quais são os aspectos relacionados à excitação masculina e ereção peniana . Antes de ver quais são os alimentos e as substâncias que facilitam e melhoram a ereção é necessário conhecer melhor o órgão sexual masculino e investigar as possíveis causas de sua falta de funcionalidade.

Anatomia do pênis

Aumente o pênis tomando o estimulante sexual masculino chamado Big Size.

O pênis é um órgão composto de dois corpos cavernosos paralelos, dentro dos quais passa o tecido arterial, chamado de corpo esponjoso . Os corpos cavernosos no interior do pênis são envolvidos por uma faixa fibrosa elástica chamada albugínea . Essa faixa muscular é a que permite ao pênis aumentar seu comprimento e volume em até 2 vezes o tamanho do órgão em repouso . O comprimento médio do pênis é de 12 a 16 centímetros na ereção , mas o comprimento do pênis varia muito de indivíduo para indivíduo e também depende da raça a qual ele pertence.

Ereção do pênis

A ereção peniana significa o enchimento máximo dos corpos sangüíneos dos corpos cavernosos e, ao mesmo tempo, o fechamento do fluxo de sangue venoso dos corpos e do tecido esponjoso do qual a glande é constituída. A glande é o terminal em forma de pênis do pênis, tem sua própria ereção e é rica em receptores sexuais.

Do ponto de vista fisiológico, o mecanismo erétil é perfeito, exceto nos casos de:

  • Ingestão arterial (tromboembolismo pós-traumático ou não traumático, artérias penianas hipogástricas ou bilaterais)
  • alteração do fluxo venoso veno- venoso (ruptura dos corpos cavernosos ou fibrose da albugínea chamada induratio-penis-plastic ou doença de La Peronje).

A fase eretiva termina com acme orgásmico e ejaculação . A duração erectiva é uma curva gaussiana que, em média, varia de 2 a 7 minutos com variáveis ​​subjetivas, mas também de raça.

Ereção, ejaculação e orgasmo

A ereção e a ejaculação são o resultado de uma integração complexa entre o sistema nervoso central e o periférico, que ocorre de acordo com um mecanismo de “cascata” que envolve as seguintes áreas:

  • Córtex cerebral
  • Sistema límbico
  • hipotálamo
  • Eixo hipotálamo-hipófise-gonadal
  • Medula espinhal
  • Atividade endócrina periférica
  • Respostas vasculares, hemodinâmicas e musculares

Todas essas estruturas neurológicas e fisiológicas são determinantes para a sexualidade criativa, recreativa e procriadora típica da  humanidade. Este diálogo integrado também pode ser ativado em ambos os sexos, não só pela estimulação de terminações sensoriais, mas também táteis, visuais e olfativas, bem como pela memória e imaginação (fantasia erótica subjetiva).  Qualquer dano transitório ou definitivo em cada fase deste complexo circuito pode resultar em uma deficiência de função sexual e consequentemente procriativa, incluindo:

  • Disfunção erétil
  • Impotência com ausência de libido
  • Distúrbios da ejaculação
  • infertilidade

    Ereções noturnas

    A ereção noturna é um evento normal e pode ocorrer várias vezes durante a noite (em média 3 vezes por noite). As ereções noturnas são involuntárias e ocorrem durante o sono profundo e geralmente não são recebidas pelo sujeito. As ereções noturnas são um indicador válido da função erétil correta . A tumescência peniana noturna (NPT Test)é um teste que é realizado em ambiente hospitalar em pacientes que se queixam de uma disfunção erétil completa (geralmente candidatos para a cirurgia de implantes endo-cavernosa última geração), apenas para avaliar a função erétil .

    Disfunção erétil

    A disfunção erétil pode ser definida como uma ereção insuficiente para permitir uma penetração vaginal satisfatória e tal para completar um ato sexual completo ( orgasmo e ejaculação). As causas da disfunção erétil podem ser fisiológicas e psicológicas, na verdade, a disfunção erétil é um distúrbio que pode ocorrer mesmo na presença de uma estrutura hormonal normal. Neste caso, falamos sobre:

    • Disfunção erétil psicogênica
    • Disfunção erétil da ansiedade de desempenho
    • Disfunção erétil devido à desregulação neuro-vegetativa de sistemas nervosos involuntários Simpático e Parassimpático

TRATAMENTO DA DISFUNÇÃO ERÉTIL EM BH (OU IMPOTÊNCIA SEXUAL / DIFICULDADE DE EREÇÃO)

A Disfunção Erétil (DE) / Impotência Sexual é a incapacidade persistente, total ou parcial, de iniciar e/ou manter uma ereção durante o tempo suficiente para a prática de uma relação sexual satisfatória, desde o coito até a ejaculação
Milhões de homens no mundo passam por essa situação, fato demonstrado pelas estatísticas que evidenciam que a Disfunção Erétil incide em até 5% dos homens de até 40 anos, em até 27% daqueles que estão na faixa dos 60 anos e em 55% dos homens acima de 70 anos. Em tese, a maioria dos homens sexualmente ativos já enfrentou algum tipo de Disfunção Erétil ao menos uma vez na vida e sabe-se que 70% desses casos têm origem emocional ou psicológica.

Leia também: Big Size é bom

De todas as disfunções sexuais masculinas, certamente, a mais dramática é a Disfunção Erétil, devido ao fato de que, culturalmente, a masculinidade está muito ligada a genitalidade, sendo o pênis um símbolo de poder, dominação e virilidade, que deve “funcionar” sempre de maneira satisfatória.

Desse modo, comumente, a Disfunção Erétil causa um efeito arrasador sobre a autoestima masculina e, em alguns casos, torna-se determinante para conflitos conjugais e casos de desespero, podendo até mesmo evoluir para um quadro de grave depressão.

Quando apresenta um fracasso ocasional, o homem começa a sentir o “temor de desempenho”, que é a expectativa de um novo insucesso. Essa situação gera muita ansiedade e inibe o reflexo erétil. E é, exatamente, o medo de não ter a ereção que faz com que o homem não a tenha, fato que pode motivar um processo disfuncional com falhas eretivas permanentes.

Ademais, também é comum a situação em que o homem só consegue ter ereções para se masturbar, ou pela manhã, mas não consegue ter ou manter uma ereção satisfatória para a penetração e para manter o coito (homo ou heterossexual).

Conforme supracitado, em geral, as razões que acarretam a Disfunção Erétil são exclusivamente emocionais ou psicológicas e nada têm a ver com a função reprodutora.

O uso do termo “impotência” é muito comum e, além de ser consagrado no vocabulário coloquial, às vezes é empregado até mesmo pela literatura médica. Entretanto, a utilização desse termo, como sinônimo de Disfunção Erétil, é inadequada, uma vez que a palavra impotência não se refere apenas à Disfunção Erétil, mas a todas as situações mal sucedidas do desempenho humano, sendo de cunho sexual ou não.

Tratamento da Disfunção Erétil em BH (ou
Tratamento da impotência sexual / dificuldade de ereção)
A maioria dos casos apresentam três sintomas principais a serem bem trabalhados: a insegurança, a ansiedade e os problemas conjugais. Mas, inicialmente, é essencial diagnosticar as causas e a evolução da Disfunção Erétil.

Para tal, o(a) profissional utiliza questionários e entrevistas próprias da sexologia e, de acordo com os resultados, sugere o programa psicoterapêutico ideal.

A Neuropsicologia aplicada e a Psicanálise, por intermédio da força de suas teorias, oferecem maneiras de processar as intervenções terapêuticas com eficiência e efetividade.

Mas, a técnica escolhida é apenas um instrumento nas mãos do(a) terapeuta, pois, segundo Cavalcanti & Cavalcanti (1996), o mais importante é a escolha de um(a) profissional capaz de manejar a técnica de maneira adequada.

Maca Peruana Funciona? Onde Comprar? Saiba Toda a Verdade Aqui!

Quer ter sua vida sexual potente de volta? Conheça Maca Peruana um poderoso estimulante sexual que proporciona ereções mais duradouras e prazerosas, com esse produto você vai voltar a ter o máximo prazer.

Esse poderoso estimulante sexual atua de dentro para fora, proporcionando mais prazer sexual, ereções mais duradouras, mais potentes e longas. Não precisa mais ficar com medo de não dar conta da sua vida sexual, Maca Peruana vai te ajudar a ter muito mais prazer.

Tópicos

1 Maca Peruana Funciona
2 Benefícios do Maca Peruana
3 Composição do Produto
4 Maca Peruana Preço
5 Garantia de Qualidade
6 Maca Peruana no Mercado Livre
7 Onde Comprar Maca Peruana
Maca Peruana FUNCIONA

A poderosa formula de Maca Peruana é composta apenas de ingredientes naturais, que vão proporcionar a você os melhores resultados na cama, todos os benefícios da formula tem eficácia comprovada.

A ação integrada e ativa da formula atua diretamente nos corpos cavernosos do pênis que se enchem de sangue, acontecendo assim a ereção mais intensa e duradoura. Com Maca Peruana esse armazenamento de sangue é maior, para que aconteça a perfeita ereção é preciso apenas que os corpos cavernosos do pênis estejam saudáveis, dessa forma, o estimulante sexual vai atuar no correto equilíbrio hormonal, potencializando o apetite sexual.

Você vai potencializar o seu prazer e a sua qualidade de vida em ereções mais potentes e duradouras.

BENEFÍCIOS DO Maca Peruana
A seguir você poderá conferir diversos benefícios do estimulante:

Aumente a disposição;
Aumente o prazer;
Aumente a sua autoestima;
Aumente o apetite sexual;
Energia extra;
Disposição total;
Aumente a sua virilidade.
PUBLICIDADE

Não precisa de mais benefícios, pois Maca Peruana recupera a virilidade masculina que é a autoestima de qualquer homem.

Maca Peruana vai garantir a sua excelente performance sexual na hora do prazer, chega de se preocupar com sua disposição e desempenho sexual, esse incrível estimulante vai cuidar disso para você.

COMPOSIÇÃO DO PRODUTO
Maca Peruana é um estimulante sexual 100% natural que age de dentro para fora, com esse estimulante sexual qualquer homem vai recuperar o seu desempenho e performance.

A sexualidade é um dos maiores pilares da vida de qualquer homem, com o uso de Maca Peruana tem um aumento de produção de testosterona, aumento do libido, essa produção ultrapassa os níveis biológicos do organismo, o produto é 100% natural e não possui contraindicação.

Esse produto pode ser considerado um Viagra natural, testado e aprovado pela a Anvisa, a formula em capsulas combate os problemas de impotência sexual.

Maca Peruana PREÇO
Maca Peruana é um produto comercializado em 3 kits de preços exclusivos, aproveite as ofertas e descontos que duram por tempo limitado. Libido Master Funciona

Confira os preços e aproveite as promoções:

[PREÇOS]

GARANTIA DE QUALIDADE
Para garantir ainda mais segurança para você consumidor, o fabricante do suplemento oferece para você uma garantia de 30 dias, ou seja, se você comprar o suplemento e depois de 30 dias achar que ele não está funcionando para você, ou que simplesmente não era o que você precisava, basta entre em contato com o fabricante, que o mesmo irá lhe realizar o reembolso do valor integral por você pago.

Então você não tem mais desculpas, o suplemento funciona mesmo e ainda lhe fornece essa garantia de 30 dias.

Maca Peruana NO MERCADO LIVRE
ALERTA: Não compre esse suplemento no Mercado Livre, pois devido ao grande sucesso da sua chegada ao Brasil, diversos aproveitadores estão vendendo cópias em canais não oficiais, essas mesmas podem lhe fazer grande mau a saúde, isso se você receber o produto. Então evite qualquer dor de cabeça, apenas o site oficial do fabricante lhe garante um produto genuíno e como melhor preço possível.

ONDE COMPRAR Maca Peruana
Maca Peruana é um produto comercializado apenas no site oficial de seu fabricante , confira os preços e aproveite os descontos acessando.

A promoção é válida por tempo limitado, o ambiente de compra é 100% seguro e a entrega também, não perca tempo adquira já o seu potencializador sexual, recuperando a sua qualidade de vida e a virilidade.