COLÁGENO HIDROLISADO: PARA QUE SERVE E QUAIS OS BENEFÍCIOS?

COLÁGENO HIDROLISADO: PARA QUE SERVE E QUAIS OS BENEFÍCIOS?

O processo de envelhecimento atinge o organismo de diversas maneiras. Podemos citar a diminuição da produção de colágeno, composto por proteínas estruturais do tecido conjuntivo. Dessa maneira, a suplementação com o colágeno hidrolisado seria uma forma de suprir a demanda do corpo por esses nutrientes, auxiliando a manutenção, firmeza e elasticidade da pele.

A perda de elasticidade, redução da espessura da epiderme e aumento do enrugamento são características do envelhecimento da pele. Desse modo, o processo de envelhecimento e a má alimentação relacionam-se afetando a quantidade de colágeno disponível para o corpo, a sua diminuição é considerada a principal característica de envelhecimento.

Entretanto, normalmente, essas mudanças só são perceptíveis com o passar de muito tempo e isso acontece por que as alterações ocorrem em camadas mais profundas. Quando nota-se os sinais, só a alimentação não é mais suficiente para suprir a demanda do corpo. Como resultado, tanto em energia, quanto macro e micronutrientes são afetados. E em especial para o colágeno, o organismo vai perdendo, gradualmente, a sua capacidade de síntese, tornando a suplementação uma alternativa para fornecer nutrientes para o corpo.

Neste post você saberá:

O que é o melhor colágeno hidrolisado?
Qual a relação do colágeno com a vitamina C?
Para que serve o colágeno hidrolisado?
Colágeno hidrolisado funciona?
Quais os benefícios do colágeno hidrolisado?
Como o colágeno hidrolisado fornece nutrientes para o corpo?
O que é colágeno e colágeno hidrolisado?
O colágeno é representado por uma família de proteínas estruturais encontradas nos tecidos conjuntivos. Correspondendo de 25% a 30% da massa total de proteínas do corpo. É o grupo mais abundante, de modo que os colágenos diferem-se em sua capacidade de organizar as fibras em redes. Diante dos numerosos tipos já identificados, os Tipos 1, 2 e 3 se encontram, sobretudo, em maiores proporções. Sua organização é disposta na forma de fibras garantindo a integridade estrutural da matriz extracelular. Essa disposição proporciona resistência e elasticidade à estrutura na qual ele está presente como pele, ossos, cartilagem, tendões, entre outros, e em diferentes graus.

Composto de origem animal, o colágeno é obtido a partir da pele de bovino, suíno ou de peixe e, após a extração, ele pode ser submetido à uma reação de hidrólise, produzindo assim o colágeno hidrolisado. Esse processo de extração gera peptídeos biologicamente ativos com baixo peso molecular e são considerados um suplemento alimentar seguro e biodisponível.

O colágeno hidrolisado livre no trato gastrointestinal é absorvido na forma de aminoácidos e peptídeos, que são distribuídos e acumulados em diferentes tecidos. Entretanto, deve-se ter atenção! Essa composição de peptídeos pode variar de acordo com o processo de fabricação bem como o material de partida. Nem todos os colágenos hidrolisados são iguais.

Foto: Internet

Relação entre o colágeno e a vitamina C
As proteínas do colágeno produzidas pelo organismo contém cadeias peptídicas compostas por aminoácidos, representados por: glicina, prolina, lisina, alanina, hidroxilisina e hidroxiprolina. Esses dois últimos aminoácidos são provenientes do processo de hidroxilação da lisina e prolina, respectivamente. Dependentes da vitamina C, ela irá impedir a auto inativação das enzimas lisil e a prolil hidroxilases que catalisam a hidroxilação, além de influenciar diretamente a síntese do colágeno.

Dessa maneira, para que a síntese do colágeno ocorra adequadamente é indispensável a presença de vitamina C e a ingestão adequada de proteínas que fornecerão os aminoácidos que constituem o colágeno.

Como o colágeno hidrolisado age no organismo
A ação do colágeno no organismo pode ser acompanhada com estudos, em especial na pele. Como o realizado por Zangue e colaboradores, no qual observaram que a ingestão de colágeno hidrolisado estimula a produção de colágeno endógeno. E isso reduz as alterações na matriz extracelular sugerindo o retardo do envelhecimento. O mesmo foi observado por Inoue e colaboradores. Eles demonstraram que o uso de colágeno hidrolisado com maior conteúdo de peptídeos específicos, como a hidroxiprolina, levou a uma melhora na condição da pele facial, incluindo umidade, elasticidade e diminuição das rugas.

Além disso, uma pesquisa publicada no Jornal da USP obteve como resultado que “O uso do suplemento alimentar hidrolisado de colágeno melhora a firmeza e a elasticidade da parte mais profunda da pele, reduzindo a flacidez”. Este experimento foi conduzido por 90 dias de uso, no qual 60 mulheres voluntárias, com idades de 45 a 60 anos, receberam 10 g/dia de placebo ou o colágeno hidrolisado e foi observado uma melhora progressiva nas condições da pele. Um dos exames utilizados para o diagnóstico da pele foi o ultrassom, que captou na camada mais profunda da pele um aumento da firmeza e diminuição da flacidez. Em conclusão, o estudo observou que ações nutritivas com colágeno, internas e externas, melhoram a condição da pele.

Dado o exposto, o colágeno hidrolisado fornece ao organismo um alto nível de aminoácidos presentes na pele. Principalmente, glicina e prolina, que estão presentes no organismo estruturando o tecido conjuntivo. Além disso, a sua associação à vitaminas e outro minerais, potencializa os efeitos benéficos nutricionais, como é o caso do seu sinergismo com a ingestão de vitamina C.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *